50 razões para não casar com um fotógrafo

17/01/2012 § 30 Comentários

                                     Foto: Martin Gommel.

Estava a toa no Facebook e alguma pessoa compartilhou uma lista super interessante feita pelo Clicio Barroso contando 50 razões para não casar com um fotógrafo. Gostei da maioria dos itens e espero que vocês também gostem. Vale a pena ler até o final.

1. Fotógrafos acordam antes nascer do sol para não perder a “hora mágica da luz”.
2. Fotógrafos não frequentam happy hours para não perder a “hora mágica da luz”.
3. Fotógrafos não dão carona para seu casal amigo pois o banco de trás sempre está cheio de equipamentos.
4. Fotógrafos não fazem viagens curtas nos fins de semana pois o porta-malas sempre está cheio de equipamentos.
5. Quando fotógrafos falam em diafragma, não é em sexo seguro que eles estão pensando.
6. Quando fotógrafos falam em longa exposição, não é em praia que eles estão pensando.
7. Fotógrafos vivem cercados de modelos lindas, sensuais e mais bonitas que você.
8. Quando olham para seu rosto maquiado, sempre acham que o brilho na testa poderia ser amenizado.
9. Quando olham para seu cabelo, sempre acham que um ventilador poderia “dar um movimento mais dinâmico”.
10. Quando olham para sua roupa, sempre chamam a produtora de moda para “ajeitar o caimento”.
11. Fotógrafos são egoístas e egocêntricos.
12. Fotógrafos ganham pouco, bem pouco.
13. Fotojornalistas vão para guerras: regiões de conflito e desastres, e eles nem sempre voltam.
14. Fotógrafos odeiam fotógrafos.
15. Fotógrafos só sabem falar de fotografia.
16. Fotógrafos tem fetiches estranhos com equipamentos.
17. Acham que seu (deles) zoom é sempre maior que o dos outros.
18. Citam nomes estranhos, que ninguém conhece. Gurski. Scheimpflug. László Moholy-Nagy.
19. Fotógrafos usam coletes esquisitos, cheio de coisas penduradas, e não é para pescar.
20. Usam tênis all star com qualquer roupa. Até no dia do casamento.
21. Viram psicopatas quando você diz que fotografia é apenas apertar o botão.
22. Retocam todos os retratos que fazem do seu rosto.
23. Fazem montagem com suas fotos. O corpo sempre é de uma gostosona.
24. Passam mais tempo olhando para sua foto retocada no computador do que olhando para você.
25. Fotógrafos não dormem; trabalham, ingerem cartões, editam, retocam, becapeiam e costuram 360s.
26. Não aceitam críticas, nunca. Defendem a foto ruim citando Barthes, Flusser e Sontag.
27. Fotojornalistas tem pautas no fim de semana. Todos os fins de semana.
28. Fotógrafos trabalham no Natal, no Reveillon, no verão e no inverno.
29. Quando vão para a praia, ficam fotografando o recheio dos biquínis alheios.
30. Quando vão para a praia, ficam fotografando os amigos surfistas.
31. Quando bebem, olham pela latinha de cerveja como se fosse uma objetiva. E gostam do que veem.
32. Fotógrafos não fazem seguro de equipamento porque são machos, são roubados e vão a falência.
33. Fotógrafos não levam seguranças para fotos externas porque são machos, são roubados e vão a falência.
34. Fotógrafos não contratam assistentes para carregar o equipamento de meia tonelada porque são machos, tem problemas sérios de coluna e passam a noite em claro, gemendo. E não é sexo.
35. Quando saem, vão para exposições, museus e festivais, para falar mais de fotografia.
36. Quando você o leva ao cinema, enquanto você chora com o enredo romântico, ele fica analisando a luz, o enquadramento, a maquiagem, o figurino. Nunca sabe a que filme assistiu…
37. Quando ele te leva ao cinema, é para ver documentárias sobre fotografia, tipo “a vida e obra de Eadweard J. Muybridge “.
38. Quando saem, te levam para lugares em que servem vinho quente e canapés frios, lotados, onde você não conhece ninguém, e chamam isso de “network”.
39. Passam o dia inteiro online no celular G3, checando as redes sociais e os e-mails. Chamam isso de “network”.
40. Quando dormem, acordam de madrugada para checar o e-mail, o Witter e o facebook.
41. Como acordaram de madrugada, aproveitam para postar umas fotinhos novas no blog.
42. Como postaram fotinhos novas no blog, aproveitam para divulgar no twitter, facebook e na mailing list.
43. Quando você acorda de manhã, ele está voltando para a cama, acabado.
44. quando você liga para irem almoçar, ele está acordando, mas não vai almoçar pois tem um job urgente.
45. Fotógrafos não olham, enxergam. Mas só o que querem enxergar.
46. O importante não é você estar bonita em suas fotos, mas sim o “olhar diferenciado do artista”.
47. O importante não é você estar bonita em suas fotos, mas sim “o bokeh da 165mm f:2.8″.
48. Fotógrafos só fotografam a própria mulher nua se ela estiver grávida. Bem grávida.
49. Fotógrafos são viciados em tecnologia, e todo o dinheiro da família vai parar na BH. e na Apple Store.
50. Quando você está deprimida, solitária, ele sempre se lembra de te dar um presente: um curso de fotografia.

Muito legal e diferente a lista, né? E aí, vocês casariam com um fotógrafo? :P

Giovanna Varga

Fotógrafo retrata Pequim através da silhueta dos moradores da cidade

19/12/2011 § 31 Comentários

O mundo fotográfico não tem fim em relação à criatividade. Estava navegando pela internet e me deparei com fotografias magníficas e de uma criatividade e visão impecáveis.

Para mostrar que uma cidade é feita de pessoas e construídas por suas atitudes, o fotógrafo inglês Jasper James utilizou a cidade de Pequim como objeto para tornar possível a sua ideia brilhante. Para isso, ele fotografou a cidade através das silhuetas dos moradores locais, em cenas naturais e espontâneas.

A série de imagens foi denominada “City Silhouette”. O profissional não especificou os recursos gráficos e digitais que utilizou para produzir os retratos. Fica aqui aquela curiosidade de saber como ele fez esses retratos tão bonitos!

Para ver mais fotos deste projeto basta clicar aqui.

Giovanna Varga

Você é um verdadeiro fotógrafo?

29/11/2011 § 23 Comentários

Para protestar contra a todos aqueles que têm um iPhone e uma conta no Flickr e saem falando que são bons fotógrafos, Peter Phun fez uma lista de 21 situações que provam que alguém pode ser considerado um verdadeiro fotógrafo. Encontrei a lista traduzida nesse blog (que por sinal eu adorei!) e resolvi compartilhar com vocês. Confira!

                                                                        Foto por: Tomatito Rodriguez

1. Seus amigos começam a entregar as câmeras para você nas reuniões e festas quando eles pretendem guardar uma boa fotografia.

2. Você não gasta mais tanta bateria porque escolhe melhor o que deseja fotografar.

3. Seus filhos não reclamam mais quando são fotografados porque você faz isso com mais agilidade.

4. O vendedor da sua loja favorita deixa você manusear a mercadoria que geralmente fica trancada atrás das caixas de vidro.

5. Você entende a diferença entre bokeh e um arranjo de flores.

6. Uma mulher maravilhosa com uma SLR digital fica perto de você – e você só consegue observar a câmera e qual tipo de lente ela tem.

7. Você se concentra mais na iluminação do que em qualquer outra coisa quando fotografa.

8. Você ri, dissimuladamente, de quem fotografa usando iPhone ou uma point-and-shoot.

9. Os funcionários do laboratório fotográfico pedem um relatório seu para confirmar se as fotos são realmente suas.

10. O seu parente que é profissional troca algumas dicas com você.

11. Outros fotógrafos ficam te observando para ver de onde você fotografa.

12. Outros fotógrafos pedem sua opinião sobre equipamentos quando te vêm numa loja de câmeras.

13. Você começa a perceber como Hollywood não usa bem o trabalho dos fotógrafos em um filme.

14. Cada vez mais mulheres comprometidas querem ser suas amigas.

15. Você para de perguntar qual abertura e velocidade foram usadas para fazer uma foto.

16. Algumas pessoas fazem graça do seu colete rasgado e esfarrapado.

17. Os assuntos das suas fotografias não parecem mais com um monte de vítimas infelizes de um tiroteio.

18. Você não tem mais vergonha de carregar uma point-and-shoot – até mesmo em eventos lotados de outros fotógrafos.

19. Antes de você se impressionar com uma telefoto você quer saber qual foi a abertura maior e se ela teve estabilização de imagem.

20. O seu cônjuge para de perguntar o que tem dentro do FedEx.

21. Você percebe que superexposição tem a ver com como você mediu, e não em quantos seguidores você tem no Twitter.

E aí,  você já pode ser considerado um(a) verdadeiro(a) fotógrafo(a)?

Giovanna Varga

Genetic Portraits.

18/11/2011 § 15 Comentários

Estava navegando pela internet e me deparei com o trabalho do fotógrafo e designer canadense Ulric Collete, que brinca com as similaridades e diferenças entre membros de uma mesma família. Chamados de Genetic Portraits, a semelhança em alguns casos chega a ser surpreendente, dando a impressão de que a foto é da mesma pessoa jovem e depois velha.

                  Filha – Marie-Pier, 18 anos / Mãe – N’sira, 49 anos.

Mãe – Julie, 61 anos / Filha – Amélie, 33 anos.

Pai – Laval, 56 anos / Filho – Vincent, 29 anos.

Gêmeas – Laurence e Christine, 20 anos.

Mãe – Francine, 56 anos / Filha – Catherine, 23 anos.

Vejam só o vídeo que o Ulric produziu baseando-se na semelhança entre Francine e sua filha, Catherine.

Para ver mais trabalhos basta acessar o site dele: genetic.ulriccollette.com

Giovanna Varga

Programa de edição online: Instant Retro.

13/11/2011 § 17 Comentários

Há diversos programas de edição online circulando por aí, mas grande parte deles se popularizou fazendo com que sempre vejamos os mesmos efeitos de sempre nas fotos. Estava navegando pela internet e acabei encontrando o Instant Retro! Vocês já o conhecem?

Ele é um programa de edição de fotos online super interessante que oferece 17 efeitos para dar um ar retrô nas suas fotos! Pelo o que eu tenho reparado, ele ainda não caiu na boca do povo, fazendo com que os efeitos sejam meio que “exclusivos” para quem já o descobriu. O legal do site é que você pode ter a praticidade de pegar suas próprias fotos dos álbuns do Facebook, ou se preferir fazer o upload diretamente do seu computador. Sem contar que ele é super simples de mexer, facilitando muito a vida daqueles que tem preguiça de editar fotos (a.k.a eu!).

Resolvi testar alguns efeitos em fotos tiradas por mim. A primeira foto sempre será a original e, em seguida, será a editada. Vejam:

– Orange Peel:

– Sunrise:

– Vintage:

– Hemingway:

– Glowing Sun:

Giovanna Varga

Você jogaria sua câmera para o alto?

11/09/2011 § 17 Comentários

Quem acompanha o mundo dos blogs deve conhecer uma mania entre os fotógrafos mais criativos e audaciosos: a técnica denominada de camera tossing. A mania, supostamente criada pelo americano Ryan Gallagher, é divulgada em um grupo de usuários do Flickr, onde você encontra imagens como essas abaixo:

A “filosofia” do grupo é jogar para o alto toda a técnica e planejamento da fotografia – incluindo a câmera! Não, você não entendeu errado: os mais corajosos realmente arremessam seus equipamentos, às vezes a mais de dez metros de altura! Ajustadas para capturar em baixa velocidade, as câmeras retornam ao solo com um registro da viagem às alturas. Quando isso é feito no escuro, em frente a luzes coloridas, o efeito desejado é o que vimos acima: algo parecido com o Light Painting. Incrível, não?

Há também quem programe a câmera (ou use o controle remoto das que oferecem o recurso – já disse que eu estou doida para comprar um controle remoto? Facilita muito para os autorretratos!) para capturar várias fotos em seqüência. Em condições de iluminação melhores, o resultado pode ser algo como os exemplos abaixo, que funcionam também como prova de que o sujeito é realmente corajoso (ou rico, claro!) o suficiente para arriscar a câmera.

Embora um dos frequentadores do grupo do Flickr tenha publicado um vídeo em que aparece arremessando sua reflex digital Canon 10D, um modelo inicialmente vendido a US$ 1.500, a maioria dos audaciosos “tossers” o faz apenas com câmeras baratas, já meio velhinhas e usadas, às vezes compradas em saldões após saírem de linha.

É o caso do lançador da moda, que já publicou até fotos de sua surrada Agfa ePhoto CL18 remendada com fita isolante. A câmera de resolução VGA (0,3 MP) com 2 MB de memória interna e sem monitor de LCD nem é mais encontrada para vender, mas um modelo bem superior sai por US$ 30 no eBay. É um lixo para qualquer fotógrafo que se preze – e é por isso que ninguém tem pena de abusar da coitadinha!

É recomendado o uso das digitais mais baratas do mercado, que seriam até mais resistentes do que os modelos avançados. Outra alternativa são câmeras de filme descartáveis, embora essas raramente tenham recursos de contagem regressiva ou controle do tempo de exposição.

De um jeito ou de outro, a maior preocupação deve ser com o “retorno” da câmera. Os mais confiantes simplesmente as agarram com as mãos antes de caírem no chão, mas outros adeptos da prática recomendam aparar a queda esticando a frente da camisa ou mesmo lançando mão de uma rede como as usadas para caçar borboletas. Já sugeriram até um pára-quedas acoplado à câmera, mas ele provavelmente comprometeria a fluidez do movimento capturado.

Gostei bastante dos resultados e fiquei com vontade de tentar. O problema é: Será que eu teria mesmo coragem de arriscar alguma câmera minha, independente dela ser velha ou não? E vocês, arriscariam? Me contem nos comentários!

P.S.: As informações foram retiradas neste site.

Giovanna Varga

 

The biggest dog of the world and a cute baby.

09/09/2011 § 18 Comentários

Quando a fotógrafa Erin Vey, de Seattle – USA, engravidou, logo começou a preparar Gracie, sua cachorra de sete anos, da raça dogue alemão, para a chegada de um bebê. Gracie não é uma cachorra qualquer: ela é conhecida por ser a maior do mundo. Já estão imaginando o começo dessa história…?

Quando sua filhinha Maggy nasceu, Gracie passou uma semana na casa dos pais da Erin, que é amante dos cães e nunca pensou em abandonar seu cachorro por causa de sua filha. Quando a cadela voltou para o seu lar percebeu que havia algo de diferente: ela cheirou a casa toda e as fraldas da recém nascida. Era algo fora do comum e que ela nunca havia presenciado.

Depois de algumas semanas difíceis, Maggy e Gracie estabeleceram uma excelente convivência e a fotógrafa registrou momentos lindos dessa nova amizade.

Fiquei encantada pelas fotografias, acredito que vocês terão a mesma reação ao ver tanta fofura! Vejam as fotos:

Um registro mais lindo que o outro, né? Adorei a ideia da Erin e achei que o resultado final ficou o máximo! E vocês, gostaram das fotos? Caso vocês queiram conhecer mais a fundo o trabalho da Erin, basta visitar o site dela.

P.S.: Lembram deste post? Vi que as lindas da Jóice Macedo e a Camila Marchett (mais conhecida como Cá mila no Flickr) se inspiraram nele e obtiveram um resultado super bacana! É claro que eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, né? Vejam:

(Para ver as fotos com uma resolução melhor: foto 1 e foto 2)

Meninas, vocês não imaginam o quanto é gratificante ver que vocês se inspiraram em algum post daqui do blog e alcançaram um ótimo resultado! ♥

P.S. (II): Estou cheia de ideias para posts e novidades super legais para o blog. Por enquanto deixarei vocês na curiosidade, mas garanto que vocês irão amar. Aguardem!

Giovanna Varga

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Curiosidades categoria em Photography is my drug.