Você é um verdadeiro fotógrafo?

29/11/2011 § 23 Comentários

Para protestar contra a todos aqueles que têm um iPhone e uma conta no Flickr e saem falando que são bons fotógrafos, Peter Phun fez uma lista de 21 situações que provam que alguém pode ser considerado um verdadeiro fotógrafo. Encontrei a lista traduzida nesse blog (que por sinal eu adorei!) e resolvi compartilhar com vocês. Confira!

                                                                        Foto por: Tomatito Rodriguez

1. Seus amigos começam a entregar as câmeras para você nas reuniões e festas quando eles pretendem guardar uma boa fotografia.

2. Você não gasta mais tanta bateria porque escolhe melhor o que deseja fotografar.

3. Seus filhos não reclamam mais quando são fotografados porque você faz isso com mais agilidade.

4. O vendedor da sua loja favorita deixa você manusear a mercadoria que geralmente fica trancada atrás das caixas de vidro.

5. Você entende a diferença entre bokeh e um arranjo de flores.

6. Uma mulher maravilhosa com uma SLR digital fica perto de você – e você só consegue observar a câmera e qual tipo de lente ela tem.

7. Você se concentra mais na iluminação do que em qualquer outra coisa quando fotografa.

8. Você ri, dissimuladamente, de quem fotografa usando iPhone ou uma point-and-shoot.

9. Os funcionários do laboratório fotográfico pedem um relatório seu para confirmar se as fotos são realmente suas.

10. O seu parente que é profissional troca algumas dicas com você.

11. Outros fotógrafos ficam te observando para ver de onde você fotografa.

12. Outros fotógrafos pedem sua opinião sobre equipamentos quando te vêm numa loja de câmeras.

13. Você começa a perceber como Hollywood não usa bem o trabalho dos fotógrafos em um filme.

14. Cada vez mais mulheres comprometidas querem ser suas amigas.

15. Você para de perguntar qual abertura e velocidade foram usadas para fazer uma foto.

16. Algumas pessoas fazem graça do seu colete rasgado e esfarrapado.

17. Os assuntos das suas fotografias não parecem mais com um monte de vítimas infelizes de um tiroteio.

18. Você não tem mais vergonha de carregar uma point-and-shoot – até mesmo em eventos lotados de outros fotógrafos.

19. Antes de você se impressionar com uma telefoto você quer saber qual foi a abertura maior e se ela teve estabilização de imagem.

20. O seu cônjuge para de perguntar o que tem dentro do FedEx.

21. Você percebe que superexposição tem a ver com como você mediu, e não em quantos seguidores você tem no Twitter.

E aí,  você já pode ser considerado um(a) verdadeiro(a) fotógrafo(a)?

Giovanna Varga

The biggest dog of the world and a cute baby.

09/09/2011 § 18 Comentários

Quando a fotógrafa Erin Vey, de Seattle – USA, engravidou, logo começou a preparar Gracie, sua cachorra de sete anos, da raça dogue alemão, para a chegada de um bebê. Gracie não é uma cachorra qualquer: ela é conhecida por ser a maior do mundo. Já estão imaginando o começo dessa história…?

Quando sua filhinha Maggy nasceu, Gracie passou uma semana na casa dos pais da Erin, que é amante dos cães e nunca pensou em abandonar seu cachorro por causa de sua filha. Quando a cadela voltou para o seu lar percebeu que havia algo de diferente: ela cheirou a casa toda e as fraldas da recém nascida. Era algo fora do comum e que ela nunca havia presenciado.

Depois de algumas semanas difíceis, Maggy e Gracie estabeleceram uma excelente convivência e a fotógrafa registrou momentos lindos dessa nova amizade.

Fiquei encantada pelas fotografias, acredito que vocês terão a mesma reação ao ver tanta fofura! Vejam as fotos:

Um registro mais lindo que o outro, né? Adorei a ideia da Erin e achei que o resultado final ficou o máximo! E vocês, gostaram das fotos? Caso vocês queiram conhecer mais a fundo o trabalho da Erin, basta visitar o site dela.

P.S.: Lembram deste post? Vi que as lindas da Jóice Macedo e a Camila Marchett (mais conhecida como Cá mila no Flickr) se inspiraram nele e obtiveram um resultado super bacana! É claro que eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, né? Vejam:

(Para ver as fotos com uma resolução melhor: foto 1 e foto 2)

Meninas, vocês não imaginam o quanto é gratificante ver que vocês se inspiraram em algum post daqui do blog e alcançaram um ótimo resultado! ♥

P.S. (II): Estou cheia de ideias para posts e novidades super legais para o blog. Por enquanto deixarei vocês na curiosidade, mas garanto que vocês irão amar. Aguardem!

Giovanna Varga

Você…

03/09/2011 § 18 Comentários

Estava lendo os meus e-mails e me deparei com um título curioso: “Votado como o melhor e-mail deste ano”. É claro que eu não pude deixar de clicar e, ao ver e ler o e-mail, fiquei perplexa e me comovi em diversos aspectos relacionados a vida. Resolvi postar o mesmo aqui e, gostaria que vocês, de coração, o lessem e refletissem. Sim, você aí tem uma vida maravilhosa e ainda não descobriu. Vale a pena ler até o fim.

“Você se acha infeliz?”

“Você acha que seu salário é baixo?”

“Você acha que tem poucos amigos?”

“Você pensa em desistir?”

“Você acredita que seu trabalho é exaustivo?”

“Você reclama sobre o seu sistema de transporte?”

“A vida é injusta com você?”

“Aproveite a sua vida como ela é. E lembre de sempre agradecer a Deus por tão grande generosidade e misericórdia.”

“Estudar te chateia? A eles não.”

“Odeia verduras? Eles morrem de fome.”

“O carinho de seus pais cansa você? Eles não tem nenhum…”

“Enjoado dos mesmos jogos? Eles não têm opção!”

“Alguém te deu um Adidas ao invés de um Nike? Eles só têm uma marca!”

“Não está agradecido por uma cama para dormir? Eles gostariam de não acordar.”

“Você ainda está reclamando? Observe a sua volta e seja agradecido por tudo que você tem nessa vida passageira… Nós somos afortunados, nós temos muito mais do que precisamos para ser feliz. Vamos tentar não alimentar esse ciclo sem fim de consumismo e imoralidade na qual essa sociedade “moderna e avançada” esquece e ignora os outros dois bilhões de irmãos e irmãs.”

Enquanto estava elaborando esse post, ouvi uma frase dita pelo personagem do Thiago Fragoso na novela das onze – O Astro. A frase foi a seguinte:

“São as coisas simples que me fazem feliz.” 

Convenhamos que ter AQUELA roupa da moda, AQUELE carro do ano e AQUELES aparelhos eletrônicos de última geração são sensações incríveis. Mas, vocês acham mesmo que é necessário ter tudo “do ano e da geração”? É o tal exemplo que a minha avó sempre diz para mim: “Tenho 69 anos, sou casada a mais de 40, morei apenas em três residências e só tive 2 fogões e geladeira na vida.” A sensação de querer mais e, muitas vezes de se mostrar para os outros, é tão grande em grande parte da população que, isso tudo gera o consumismo e o afogamento da realidade. Ao invés de trocar, trocar e trocar, por que não pensar no próximo e tentar colaborar em algo para ajudá-los? Se cada um fizesse a sua parte, o mundo seria menos desigual. O que eu quis dizer é que as coisas mais simples da vida são as mais fascinantes. Coisas materiais vem e vão, mas aquela sensação de ter ajudado e continuar querendo ajudar alguém que realmente precisa fica guardada para sempre.

E se a vida te desse uma segunda chance, você mudaria o seu jeito de pensar sobre esse assunto?

Giovanna Varga

The past in the present.

25/08/2011 § 21 Comentários

Como de costume, a primeira coisa que eu fiz ao entrar no computador foi ler todos os posts que eu ainda não tinha lido no blog da Nicole e da Luísa, o 9 out of 10. Me deparei com um post relacionado a fotografia e resolvi compartilhar com vocês aqui no blog!

Vocês já conheciam o site Dear Photograph? É um projeto fotográfico que foi nomeado por “Take a picture of a picture from the past in the presente.” Ou seja, tire uma foto de uma foto do passado no presente. Não entenderam? Vejam as fotos:

“Dear Photograph, Grandma was an adventurous woman and had a fantastic sense of humor (even when her street was flooded)! – Chad.” 

“Dear Photography, minha avó era uma mulher aventureira e teve um fantástico senso de humor (mesmo quando sua rua estava inundada!) – Chad.”

Se você entende inglês (não entende? Basta recorrer ao Google tradutor!), é bem interessante e divertido ler as histórias relacionadas as fotografias.

Super interessante, né? Quer ter uma foto relacionada ao tema postada no site? Basta clicar aqui e mandar.

Giovanna Varga

Project: “Move, eat and learn.”

07/08/2011 § 12 Comentários

Peço desculpas por ter ficado praticamente uma semana sem atualizar aqui. Minhas aulas voltaram na segunda e com ritmo super intenso. Minhas provas já voltaram e só terminarão no começo de setembro, mas irei me esforçar para postar o máximo possível no meu tempo livre. Gostaria de agradecer os comentários dizendo que gostaram do blog e me elogiando. Saibam que cada comentário, é um incentivo a mais para eu continuar com o blog e saber que vocês aprovaram os temas e posts.

Estava de bobeira pelo Twitter e me deparei com um simples “Inacreditável” e o link de um vídeo. Decidi clicar e ver o que era e, realmente, fiquei deslumbrada com o que eu tinha acabado de ver. Acredito que vocês também ficarão deslumbrados ou até mais do que isso ao ver/ler o post de hoje. O post será com mais textos do que o normal, mas recomendo que vocês leiam. Os textos foram traduzidos e escritos por mim e espero que vocês curtam. Garanto que valerá a pena saber um pouco mais sobre essa grande aventura.

A STA Travel Austrália enviou três rapazes para uma incrível viagem ao redor do mundo. Rick Mereki, Andrew Lees e Tim White foram os escolhidos. A partir dessa viagem, foi criado um projeto intitulado como “Move, it and learn”. “Mover-se, comer e aprender”, em português. A ideia principal era criar três vídeos com cada uma das palavras do projeto relatando momentos e passagens pelos países visitados e o resultado foi surpreendente.

A viagem durou 6 semanas, eles visitaram 11 países, pegaram 18 vôos, percorreram 38 mil milhas, presenciaram um vulcão em erupção, usaram 2 câmeras e tiraram quase 1 terabyte de imagens para realizar o projeto. O mais interessante de toda essa história é que eles conseguiram criar 3 curtas-metragens com mais ou menos um minuto cada com toda essa jornada. E, agora, apresento-lhes os três vídeos mais incríveis relacionados à aventura que eu já vi na vida:

“Move, eat and learn.”

No canal do Rick Mereki no Vimeo, ele postou a seguinte frase “A trip of a lifetime.” Significa “A viagem de uma vida”, em português. Depois de ler isso, fiquei com uma vontade inimaginável de um dia fazer uma viagem desse tipo e registrar cada momento me inspirando nesses vídeos. E, convenhamos, o que é esse Andrew Lees, o rapaz que aparece nos vídeos? É muita beleza para um homem só, pelo menos na minha concepção.

As músicas foram compostas por Kelsey James e gravadas por Jake Phillips. Todas as informações deste post foram retiradas e traduzidas no site da STA Travel, no Canal do Youtube da STA Travel e nos vídeos do Vimeo do Rick Mereki.

Demorei para escrever e elaborar esse post, mas eu realmente espero que vocês tenham gostado!

Giovanna Varga

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Inspiração categoria em Photography is my drug.